Muitos economistas dizem que este ano é o ano da crise. O mercado imobiliário abrandou, a economia da Alemanha também, o juro ainda está a negativo, alguns membros querem sair da união europeia, o Trump faz frente à china…
Sim, e?!

Vai ser o ano de dizermos “não, não vamos arriscar”  e “não pode ser”?

Ou será que é do “vamos fazer a diferença”?

Este ano, aconteceu a alguns elementos da uppOut o mesmo fenómeno que sucedeu ao Benjamin Button. Isto porque estão cheios de vontade de voltar a dar os seus “primeiros passos”, ou seja, iniciar uma longa jornada de sucesso:
Sara Bento, Ricardo Paiágua, Miguel Moura, João Cândido.

É engraçado ver as origens destes 4 jovens. Nestes tempos, talvez quisessem ser bombeiros, médicos ou engenheiros. Hoje querem principalmente construir um futuro melhor, sempre com uma humildade que me deixa orgulhoso.

Muitos dos meus amigos já partiram para outro mundo. Hoje, quando me lembro de cada um, para além da amizade e dos bons momentos passados juntos, lembro-me também da audácia e paixão de cada um. Para mim, é um privilégio começar um novo ano com “os meus jovens” cheios de atitude e optimismo. A urgência que têm em transformar os seus futuros e o mundo para melhor é tanta que não viram os olhos a nenhuma oportunidade, por muito ínfima que possa ser.

É esta mesma ambição que desejo a todos. Com muita saúde e amor.

Um forte abraço
E bem-vindo a 2020,
Mário Costa